Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

duasmulheresemeia

E agora? O que faço?

sem nome.png

 (imagem retirada da internet)

 

Anos e anos a estudar… Noites sem dormir, horas e horas em volta de livros, cadernos, computador, centenas e centenas de quilómetros percorridos, milhares de euros gastos, tempo investido. E agora, depois de todo o esforço, o que acontece? Dias, semanas ou até anos de procura, mais dinheiro gasto, horas empreendidas num emprego que não nos diz nada, que não nos acrescenta, que nos faz sentir inferiorizados, mas que aguentamos porque nos dá sustento, horas de questionamentos interiores, com perguntas que ficam sem resposta “Valeu a pena tanto esforço?”, “Valeu a pena tanto dinheiro gasto pelos pais?”, “Vale a pena, tudo isto?”.

Depois de uma licenciatura, vejo-me licenciada, com um curso superior na universidade e com um amargo no gosto por nada do que idealizei se realizar. Vejo-me crescida, mental e academicamente mas pequenina profissionalmente. Vejo-me com tantos sonhos e ideias que já não parecem fazer tato sentido. Vejo-me sem muitas opções e as que existem não parecem agradáveis. Vejo-me a continuar a lutar e tentar cumprir o caminho que idealizei, a lutar para cumprir mais alguns objetivos, a lutar para abrir novos caminhos, desbravar novos horizontes.

Na realidade, vejo-me frustrada e com vontade de desistir, lutando todos os dias para não dar por terminada toda a jornada, para que todo o percurso não parece em vão.

Depois de tantos anos vejo-me a fazer questões que se resumem a “E agora?”, “O que faço?”.

 

<

 

Cudgi :)

Confusão

tumblr_mblubzJqCG1ruofv2o1_500.jpg

 Sinto-me confusa. Estou mergulhada numa imensa confusão. Confusão é o estado do que não tem ordem interna e eu internamente estou desorganizada, perdida algures dentro de mim, dentro deste mundo, dentro desta sociedade. 

Encontro-me numa altura da vida onde a palavra que melhor me descreve é confusão. Estou confusa! Não sei, talvez pela primeira vez na vida, o que ando a fazer. Roubaram-me os planos. Retiraram-me o pára-quedas. Pela primeira vez sinto que não sou capaz. Não sou capaz de decidir desistir do sonho. Começo a acreditar que correr atrás do sonho não é o propósito da minha vida. Mas não encontro o propósito dela.

Pela primeira vez não sei que caminho seguir, não sei se devo dirigir-me em linha recta ou se terei de fazer alguns desvios, não sei se devo continuar a caminhar ou se esta pausa tem uma razão de ser. Os planos terminaram e ainda não consegui planear nada mais, existe em mim um emaranhado de caminhos, que se cruzam e me dificultam a compreensão, caminhos que me parecem sem saída, caminhos que não conheço o começo, tão pouco o fim.

Durante anos achei que, escolhe-se o caminho da esquerda ou da direita conseguiria desenrascar-me, ser capaz de superar e chegar ao destino: à felicidade. Hoje, não consigo tomar decisões. Não encontro opções! Vou à procura delas, vou á procura da realização de um sonho. Mas será que o que tanto desejo me fará feliz? Será que é por isso que o universo me está a dificultar as coisas? Ou será que é para aprender a dar valor às minhas conquistas? Não sei a resposta a nada mas sei que estou confusa!

Sinto a confusão instalada em mim e no que sou, no que faço e não faço por não compreender como o fazer. Sinto-me sem opções porque a confusão em mim não me deixa compreender as alternativas. Sinto os meus sonhos travados porque as confusões se instalaram até neles. Sinto a minha vida sem rumo, sinto-me sem as rédias de mim mesma por que a confusão já parece dona de tudo.

Sinto que já não sou eu, porque até isso a confusão me tirou.

2abe3d7ac9dc818bcaeea35b0bd5523b.jpg

 

Nono & Cudgi <3