Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

duasmulheresemeia

Futuro no passado

mensagens-sobre-o-futuro-1.jpg

Com 20 e poucos anos, as minhas projeções de futuro estão um pouco no passado. Desapareceu a ingenuidade do “tudo é possível”, talvez pelos sucessivos entraves a tal acontecimento.

Acho que nesta idade ainda poderia acreditar que tudo é possível, que basta força de vontade, luta, persistência e muito amor pelo que se quer, além de trabalho, claro, para conseguir ser e ter tudo aquilo que quero. Deveria ter o pensamento de que tudo é possível, que nada nos é dado sem esforço mas, na realidade, nada é impossível, se é mesmo o que queremos, basta acreditar.

Deveria ter uma visão de um brilhante futuro, pensar que, agora, é que poderei começar a minha vida, agora é que poderei ser o que sempre quis, agora é que tenho de lutar com todo o poder que tenho para alcançar o que sempre quis. Mas a única coisa que consigo visualizar no momento, é que o futuro não parece nada brilhante, é que o que sempre quis talvez não seja aquilo que conseguirei, que depois de tanto esforço a caminhada parece levar-me ao mesmo local inicial.

Depois de terminar um ciclo na vida, depois de cumprir um sonho, deveria ter a caixa de sonhos cada vez mais cheia, mas já comecei a desfazer alguns, já não tenho a sensação de que “conseguirei tudo o que quero”, já não acredito tanto na frase “Vais conseguir”, já não fazem sentido as frases de incentivo “Basta acreditar e tudo será possível”, “Trabalho e persistência, vão levar-te onde queres”, “Podes fazer de ti aquilo que quiseres”, com 20 e poucos anos, já não acredito em todas estas “verdades”.

Já não acredito que o trabalho, a persistência, o talento, o acreditar, me colocarão aonde quero estar, me levarão para onde sempre quis ir, já não acredito que “É possível basta acreditar”. Com a minha idade e depois de um grande sonho cumprido, a lutar por realizar muitos mais e cada vez maiores, as derrotas custam ainda mais, o objetivo final parece cada vez mais longe e, possivelmente, alguns sonhos terei de abandonar definitivamente.

Mas, afinal, a vida não é isso mesmo? Não se trata de fazer opções? De crescer com o que se vai aprendendo? Não perder a vontade de continuar a lutar mas perceber que existem mesmo impossíveis?

Cada vez mais percebo que nem todos os meus sonhos são possíveis de realizar, por mais que eu trabalhe, por mais que eu lute, por mais que eu insista. NÃO! Não é possível concretizar todos os sonhos e muitos ficarão pelo caminho, alguns depois de tentar muitas vezes, outros apenas depois de avaliar novamente e até nem tentar, são opções. São fases de crescimento.

Por isso, com 20 e poucos anos deixei de acreditar que o meu futuro será perfeito e será o que sempre imaginei. Não será, pode ser melhor ou pior. Talvez tenha demorado demasiado para perceber isso ou talvez pudesse ter sonhado mais um pouco, mas algum dia iria perceber, certo?

 

Cudgi <3

Saudade

saudade.jpg

 

Não tenho vergonha de sentir saudade.

Sinto saudade de ser criança, de não ter responsabilidades, de não fazer nada mais além de brincar, pintar e aprender a ler e escrever. Quando a única preocupação era escolher quais os jogos que iria jogar no dia seguinte.

Sinto saudade de pessoas que não estão mais comigo e que eu queria que permanecem junto a mim enquanto eu me entendesse por gente.

Sinto saudade de brincadeiras e momentos da infância e adolescência. Momentos que guardo na memória até que esta me falhe e não consiga recuperá-la.

Tenho saudade do que já passou e uma curiosidade imensa do que ainda está para vir.

Tenho saudade de correr descalça, brincar na rua, jogar futebol e não perceber nada de problemas dos adultos.

Tenho saudade da inocência infantil, do cantinho onde me refugiava quando estava com mudo ou vergonha de algo.

Tenho saudade de não ter saudades de ninguém, ou pelo menos não saber que elas doiam tanto.

Tenho saudade de algo que já fui, mas, ao mesmo tempo, agradeço por tudo o que cresci, tudo o que construi, tudo o que consigo agora fazer e suportar.

Sentir saudade não nos torna mais fracos. Sentir saudade faz-nos recordar, faz com que percebamos tudo o que vivemos, o que nos aconteceu e todo o caminho que já percorremos.

Ao sentir saudade percebemos o quão felizes fomos.

 

Nono & Cudgi <3

 

 

 

Eternidade inexistente

unnamed-1-706x471.png

 

Nada é eterno!

Por muito que gostemos do que connosco se passa em determinado momento.

Por muito que queiramos que o momento não chegue ao fim, ele vai acabar por terminar.

Nada do que vivemos, nada do que sofremos, nada do que nos acontece durará eternamente.

Nenhuma tristeza é para sempre e nenhuma felicidade é eterna.

Quando algo nos magoa queremos que aquilo rapidamente termine, queremos rapidamente voltar a sorrir, a rir a ter momentos de felicidade. Quando algo nos faz feliz, nos faz rir, nos leva às lágrimas de felicidade que queremos que nunca termine, queremos permanecer envoltos naquela bolha de felicidade que nos rodeou e não queremos experimentar mais nenhuma tristeza, mas vai acabar por acontecer.

A tristeza vai acabar, e a felicidade vai desaparecer ou então dar lugar a outra, mas diferente. Porque nada do que connosco acontece permanece eternamente, nada fica connosco até que a nossa consciência seja eternamente silenciada, nada do que temos durará para sempre.

O para sempre terá de ser feito naquele momento, naquele dia, hora, minuto ou até segundo. A eternidade daquele momento é quando este está a acontecer, +é quando o sentimos, quando o presenciamos, quando o vivemos. A eternidade de algo não está no tempo que dura fisicamente mas no tempo em que fazemos com que se prolongue dentro de nós.

A inexistência de uma eternidade, de sabermos que algo vai permanecer ali eternamente, faz-nos refletir, faz-nos pensar que não queremos viver muita felicidade, seja em que momento for, pois quando terminar a dor vai ser enorme, quase insuportável. Mas também nos faz enfrentar a dor com um pouco mais de positividade, porque sabemos que não vai eterna, não vai durar para sempre, faz com que nos tornemos mais fortes, que não nos deixe terminar assim, porque, na realidade, nada é eterno.

A eternidade vive em cada um de nós, tendo o significado que cada um lhe quer dar, porque algo só será eterno se, interiormente, EU decidir que o é.

infinito.png

 Cudgi & Nono <3