Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

duasmulheresemeia

Vidas planeadas...

 

tumblr_static_tumblr_static_87jetwibp7cwss084s8gg0

Passamos a vida toda a planear.

Passamos horas da semana a organizar e planear as restantes.

Passamos a viver momentos e situações totalmente planeadas e onde não existe margem para o improviso. 

É por querermos controlar tudo à nossa volta que o inesperado tem mais valor.

As surpresas tiram-nos da nossa área de conforto. Levam-nos ao desconforto e por isso a viver realmente. Viver a vida tal como ela é. 

Eu cá gosto de viver.

Eu cá gosto do inesperado.

Gosto do beijo inesperado.

Gosto daquele abraço espontâneo, inesperado, apertado e totalmente sincero. 

Gosto daqueles momentos sem relógio, sem horário, sem rotina, sem agenda, de momentos completamente inesperados únicos e saborosos. 

Gosto de viver plenamente, no inesperado, no momento... Com planos a serem testados e momentos a serem planeados. 

 Nono <3

 

 

Just words

 

 

As janelas do meu quarto já só se abrem para a escuridão.

A porta da minha casa dá diretamente para a rua da solidão.

Os meus olhos já não veem a cores e retratam tudo a preto e branco.

Já não sinto o sabor doce da felicidade, apenas o amargo da tristeza.

O meu sorriso já não ilumina mas distancia a verdadeira luz da alegria

Sinto que o meu corpo continua com uma alma que não é a minha.

Sinto que o coração já se perdeu algures nos caminhos que já percorri.

Sinto que a tristeza já ocupa mais espaço do que o reservado para ela.

Que a felicidade cedeu do seu grande posto para que outros o ocupassem.

Já não me sinto eu…

Já não sinto a alegria que contagiava, já não sinto a energia que não me abandonava.

Será apenas uma fase? Será apenas um momento?

Será mesmo real ou apenas a ilusão de que estarei a tornar-me algo que repudiaria ser?

 

Cudgi ;) 

E se eu tivesse tentado?

4d45c6aec1ceb7edf50c59e9aafdcb67.jpg

Na vida perdemos mais por medo do que por tentativas ou falhas.

Atualmente vivemos rodeados de medo. Rodeados de receios e inseguranças. As dúvidas pairam que nem neblina nos nossos pensamentos. Sobre as nossas decisões.

Não arriscamos por medo e depois vivemos uma vida a pensar no "se". Basta!

Temos de aprender a deixar os "se's" de lado. A ganhar coragem para tentar, voltar a tentar e, se for preciso, tentar novamente de forma diferente, de forma corajosa, e acima de tudo, sem medos!

O medo de falhar, de errar é grande. Mas se não tentarmos, não crescemos, não aprendemos, nunca evoluímos...

E no final da soma de todos os dias que vivemos, o pensamento que ficará é "tentei, falhei, mas também consegui".

Não deixes de tentar! Não deixes para amanhã a oportunidade de hoje. Não queiras terminar o dia a pensar ..."E se eu tivesse tentado?"

Porque uma vida rodeada e "se's" será uma vida com menos conquistas, recheada de medos. Não sabemos o que teria acontecido se em vez de pensarmos no "se" pensássemos que somos capazes, passássemos a agir. Passássemos a tentar fazer o que queremos, construir o que sonhamos, sem medo de seguir em frente, sem medo de enfrentar perigos, sem medo dos "se's" desta vida. E no final, quando olhássemos para trás poderíamos ver um longo caminho percorrido, com vários atalhos de medos e tentativas falhas, com várias pedras, com diversas quedas, mas um imenso sentimento de coragem, que se apodera do nosso corpo, por enfrentar-mos o medo, por lutarmos, por não desistir-mos.

E a pergunta "E se tivesse tentado?", teria finalmente uma resposta, seja ela bom ou ruim, não ficaremos a pensar no que poeria ter sido. Teríamos a certeza do que foi. E se correr mal, um outro correrá bem, porque nem tudo são rosas mas também nem tudo são espinhos.

 

Nono <3

Desculpa...

Desculpa.

Desculpa mas eu não te amo. Não te amo pelo estatuto que tens, pelo carro ou pela conta bancária, muito menos ainda pelos likes e seguidores que somas nas redes sociais.

Desculpa não te amar pelas qualidades maravilhosas que tens. Desculpa não te amar pelo maravilhoso coração que transborda de amor, amizade e ajuda.

Desculpa se não te amo pelos valores que tens e que queres reinstaurar na sociedade.

Desculpa.

Peço-te desculpa por não me apaixonar pelo teu corpo musculado, sorriso estrelado e cabelo alinhado.

Desculpa mas não tenho culpa que o meu cérebro bloqueie e leve o meu coração a palpitar. Que no meu estomago floresça um jardim com borboletar a sirandar. Não tenho culpa que a quimica conspire a nosso favor. Que o magnetismo nos atraía. Não tenho culpa que a física e o universo conspiram a nosso favor.

Perdoa-me mas não tenho culpa que seja uma sociedade a assassinar este sentimento. Não tenho culpa que não queiras fazer respiração boca a boca a este amor.

Não tenho culpa!

Só tenho pena que tudo desvaneça por minha culpa! É minha culpa permitir que uma sociedade destrua este sentimento puro e genuíno.

Sou cumplice da sociedade!

Declaro-me culpada!

... desculpa.

 

Nono <3

 

Um dia

 

Um dia, serão apenas lembranças as vivências de agora.

Um dia, existirá apenas um vislumbre do passado que agora é presente.

Um dia, as tristezas e alegrias que ocorreram serão apenas recordações.

Um dia, o futuro será real e o passado não passará de meras lembranças que já pouco parecemos recordar.

Um dia, será necessário olhar com olhos de ver. Olhar e sentir o que até aqui passamos sem sentimento.

Um dia, saberemos mais do que agora e continuaremos confusos para decidir algo.

Um dia, seremos adultos, com alma de criança e aparência envelhecida, porque a vida não para.

Um dia, não dura para sempre e transformar-se-á em noite, e a noite passará a dia, num ciclo vicioso sem fim à vista.

Um dia, não existirá um novo dia a seguir e será o último.

Um dia, é apenas um dia se nada dele se fizer ou um dia pode ser uma vida se tudo nele se apostar.

Parar, olhar, ver

 

Parei e olhei a meu lado.

Olhei as pessoas que corriam atrapalhadas com os seus afazeres.

Olhei as crianças que brincavam na rua ao ar livre, sem preocupações ou aborrecimentos.

Olhei os velhos no jardim, observando flores, sentados a jogar cartas, com o descanso merecida de uma pessoa que já muito correu.

Olhei os animais que falavam entre si, na sua própria língua, com os seus próprios gestos, com os seus próprios afetos.

Olhei as flores que cresciam, umas lindas e altas, outras que não tiveram essa mesma oportunidade.

Parei e olhei a vida que corria.

Parei e olhei o relógio que não parava de contar o tempo.

Parei e olhei o mundo que não para porque me recuso a viver, que não sente a minha falta se eu fingir não existir.

Parei e olhei para depois decidir que pararei mais vezes, que vou apreciar mais, que vou correr mais para aproveitar tudo mas também vou parar e descansar para sentir mais.

Parei e olhei para perceber que tudo é tão lindo, tão calmo e ao mesmo tempo tão atrapalhado, tão sincero e por vezes tão oculto.

Parei e olhei e apenas senti que simplesmente tenho de aproveitar tudo, muito mais.

 

Cudgi :)</pp

A sociedade...

 

Estou farta. Sinto-me farta de rótulos, cargos e interesses...

Sinto-me farta de opiniões de pessoas que não possuem a capacidade de olharem para a sua própria vida criticam destrutivamente a vida dos outros. 

A sociedade impõe rótulos a tudo. A todos. Tudo tem um nome, tudo tem de ter um rótulo caso contrário nao é nada. 
A sociedade necessita de nomes, status, pódios e hierarquias. Não conseguem perceber que não temos de ser todos engenheiros e médicos. Não conseguem perceber o real valor das coisas. 
Limitam-se a colocar rótulos a letras grandes, porque em letras minúsculas nem se dariam ao trabalho de ler. 
Sinto-me farta de uma sociedade simplória, onde os maiores desafios que surgem é mesmo como sobreviver neste caos de rótulos infundados. 

 

 

<p

Preciso de ti

Preciso de ti. 
A tempestade no mar fragilizou-me.
Preciso do teu abraço. Preciso do teu aconchego. Preciso do teu ombro amigo. Preciso de segurança.

Nos teus braços eu sei que estou segura. Eu sei que posso ancorar o meu barco. Eu sei que estou num porto-seguro. É nos teus braços que eu quero estar. é dentro do teu abraço que eu quero ficar. E é nesse momento que eu quero que me sussurres ao ouvido "Calma. Eu estou aqui. Sempre!". <

Nono <3

 

 

Playlist Summer 2017

 

 O verão começou e com ele chegaram os novos Hits de Verão. 

As nossas preferências deste ano recaem sobre as seguintes músicas: 

   

Esperança

 

 (Imagem retirada da internet)

 

A esperança de melhores dias me corrói a alma e devasta o meu coração.

A esperança de uma sociedade digna, sem preconceitos, sem estereótipos, onde cada um pode ser o sente que é.

A esperança numa só pessoa, para que aprenda, todos os dias, a ser um pouco melhor que no dia anterior.

A esperança no dia de amanhã, no sol que se abrirá radiante e que as nuvens sejam um enfeite secundário.

A esperança de crescer todos os dias, com diversas pessoas e vários acontecimentos.

A esperança de um mundo perfeito que só nas minhas mais profundas fantasias parece real.

Permanece em mim, todos os dias esperança. Esperança em mim, esperança no outro, esperança de poder fazer, esperança de que aconteça.

Vivo esperançosa numa vida digna, numa sociedade melhor.

Carrego a esperança de melhoria e a sensação de que a esperança não é a última a morrer, mas a única imortal.

 

Cudgi <3