Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

duasmulheresemeia

duasmulheresemeia

Tipo de pessoas no Cinema

Eu adoro ir ao cinema. (Sim, eu sou viciada em cinema e em filmes!)

com-o-brasil-em-polvorosa-stf-decide-sobre-pipoca-

 

Por isso, hoje apresento-vos os vários tipos de pessoas que existem no cinema:

 

  • As viciadas - A cada passo estão a pegar no telemóvel. São literalmente viciadas em tecnologias, e não acredito que consigam ver o filme. Além de que a luz do ecrã incomoda as restantes pessoas! (incluindo a mim)

 

  • As comilonas- Aquelas que trazem o balde de pipocas e passam o filme todo a comer esse petisco.

 

  • Os apaixonados- Aquele casal que escolheu o escurinho do cinema para dar umas beijocas que se prolongam pelo filme todo. (O amor não escolhe idade nem local, néh? Ao menos são felizes!)

 

  • Os críticos- aquelas pessoas que passam o filme todo a comentar o sucedido, os atores, os planos, as falas... não se calam durante o filme todo.

 

  • Os espectadores - Pessoas que pagam o bilhete para ver um filme, e como promoção e bónus assistem a uma sala de cinema com pessoas a comer e atirar pipocas, críticos, apaixonados e viciadas. Mas vendo pelo lado positivo, em vez de um filme, assiste a dois!

 

Eu sou espetadora e vocês encontram-se em que tipo de pessoas? Vá lá sejam sinceras...

Nono <3

 

 

 

Vontade de fugir/Vontade de mudar

Existem momentos em que a vontade de desapegar de qualquer coisa, de qualquer sentimento, de qualquer que seja a situação é mais forte do que permanecer no local onde se está, de lutar contra os problemas, de avançar para melhores dias.

A vontade de fugir de tudo o que nos rodeia é 200% superior à vontade de continuar a viver a nossa vida.

Mas não é isso saudável?

Se sempre estivéssemos contentes com o que nos rodeia, com o que fazemos, com o que nos acontece, não faríamos nada para melhorar, para mudar, passaríamos toda a vida a viver da mesma forma, a fazer as mesmas coisas, a ter as mesmas experiências, a praticar nas mesmas conversas, a ter as mesmas ideias, a defender as mesmas crenças, a ser os mesmos.

A vontade de fugir faz com que mudemos, faz com que procuremos mudar o mundo onde nos encontramos, a forma como vivemos, os momentos que passamos, as conversas que temos, as ideias que tínhamos, faz-nos mudar o que somos.

A vontade de fugir faz com que tentemos mudar algo, faz com que nos apercebamos que o que temos e o que fazemos já não nos satisfaz, já não nos completa, faz com que percebamos que queremos mais, que queremos algo diferente.

A vontade de fugir dá-nos a oportunidade de reflexão sobre a nossa vida, a forma como decorre e como queremos que ela se desenvolva.

A vontade de fugir de tudo e de todos, dá-nos a oportunidade de nos refugiarmos em nós próprios (nem que seja apenas por uns momentos) e darmos valor ao que temos, darmos atenção ao que estava esquecido e mudar o que não gostamos.

Porque sem a vontade de fugir, o caminho seria sempre reto e é em cada curva, em cada encruzilhada, em cada caminho que parece sem saída que nos fortalecemos, que aprendemos e que damos sempre mais de nós. É em cada vontade de fugir que nos modificamos.

É a vontade de mudar e de quebrar a rotina, só assim evoluímos. Só assim crescemos e adaptamo-nos a todas as mudanças da nossa evolução.

Eu tenho vontade de mudar! Vontade de fugir! Vontade de crescer! Tenho vontades... e elas comandam a minha rotina!

tumblr_laka661ktu1hiuhqci7wpo1_500.jpg

 

 Cudgi & Nono <3