Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

duasmulheresemeia

duasmulheresemeia

Story time: Fechada na casa de Banho!

É verdade, eu já fiquei trancada na casa de banho da minha própria casa!!!

Mas começando pelo inicio...

 Era um final de tarde perfeito, quando uma jovem e esbelta (eh eh eh... Posso auto-elogiar-me certo?!) decide ir tomar uma quentinha e relaxante banhoca antes do jantar. Até aqui tudo corria lindamente, a jovem fechou a porta como normalmente faz (fechar sem chave, o normal, o típico bater da porta!). 

Quando sai do banho, enrosca-se na toalha e vai toda feliz e contente pôr a mão na maçaneta da porta e rodar e voilá: NÃO ABRE!

"Como não abre?!" era o pensamento da jovem esbelta Rapunzel presa na casa de banho.

Após varias tentativas, ela lá teve de falar mais alto (para não dizer berrar por ajuda).
Vem logo o seu Super Pai ver o que se passava.

- Mas fechas-te à chave?
- Não! Só encostei!

Empurrão para a porta e nada!!!! ( chiça!)

A mãe que perante o sucedido veio também ver o que se passava, já se preparava para ir buscar uma mala de ferramentas para tratar da fechadura quando uma luz se fez.... "Abrir a porta com um cartão"

Passam um cartão por baixo da porta, e em plena cena de filme, a jovem consegue abrir a porta e sair sã e salva.

Conclusão, a ocasião faz o ladrão... XD

 

P.S. História verídica, com final feliz. E a porta ficou fechada devido a um problema da fechadura. Até hoje a mesma fechadura ainda não foi arranjada, mas já não tem hipótese de voltar a trancar alguém numa casa de banho em pleno 1º piso!

open-uri20150608-27674-154mzlo_d741a081.jpg

 

The End

 

Nono <3

 

 

 

 

Dificuldade de amar

 

tumblr_m9lmrzE1Wu1rx5ysqo1_500_1.jpg

 

A dificuldade que as pessoas atualmente têm, de amar, é assustadora.

A facilidade com que desapegam de alguém, a capacidade que têm para se “livrar” de alguém causa-me alguma confusão.

Como chegamos ao ponto de não querermos cuidar de quem cuidou de nós?
Como chegamos ao ponto de não nos importarmos com o bem-estar de outras pessoas?

Como chegamos ao ponto de só nos importarmos connosco?

 

Qual foi o momento em que a importância do que nos rodeia deixou de fazer sentido? Qual foi o momento em que, nada mais importa além de mim? Qual foi o momento em que deixamos de nos importar? Qual foi o momento em que perdemos humanidade?

A essência da vida deveria ser viver plenamente, não correr a cada segundo para conseguir sempre mais, não passar sobre tudo e tudo pelos objetivos... Na vida não deveríamos olhar só e unicamente para nós próprios! Deveríamos viver em comunidade! Socializar. Falar. Viver! Não andar a correr na luta por uma carreira, esquecendo as raízes, os nossos pares, a família, os hobbies... Esquecendo quem realmente é. Quem realmente somos! 

A sociedade é feita por pessoas. E as pessoas atualmente lutam por melhor qualidade de vida. Querem ficar bem na vida. E não medem as consequências de algumas atitudes. Não medem os custos que isso terá. Por vezes um estatuto e mais dinheiro, não compra a ausência naquele jantar! Naquela dificuldade! Naquele momento! Não compra a atenção. Não compra o Amor!

Atualmente, as pessoas só se dão com quem querem... Ou quem precisam. E descartam-nas quando já não lhes servem. Quando já estão a dar muito trabalho. Quando já não têm paciência... Quando se enchem... Quando lhes apetece! 

Vivemos cada vez mais numa sociedade de usa e deita fora, sem olhar para trás! Numa sociedade cada vez mais robótica e menos humana e emocional. Numa sociedade onde emoções e sentimentalismo são fraquezas, são defeitos.

Numa sociedade que caminha a passos largos para o abismo do que diferencia o ser humano!

 

P.S- Desculpem-me, mas não me identifico com a sociedade em que atualmente nos encontramos. Não consigo encaixar-me nestes padrões. Não me importo de ser diferente. Não me importo de ser como sou. Porque eu sou feliz assim, eu realmente vivo... o resto da sociedade anda a correr atrás do poder e do dinheiro!
 

 

Nono & Cudgi <3