Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

duasmulheresemeia

Aprende a ouvir!

Existe uma fábula que me tem inspirado nos últimos tempos, a fábula das Duas Moscas.

 

A fábula das Duas Moscas

 

"Conta-se que certa vez duas moscas caíram num copo de leite. A primeira era forte e valente, assim logo ao cair nadou até a borda do copo, mas como a superfície era muito lisa e ela tinha suas asas molhadas, não conseguiu sair. Acreditando que não havia saída, a mosca desanimou, parou de nadar e de se debater e afundou.

Sua companheira de infortúnio, apesar de não ser tão forte era teimosa, continuou a debater se, a debater se e a debater se por tanto tempo, que, aos poucos o leite ao seu redor, com toda aquela agitação, foi se transformando e formou um pequeno nódulo de manteiga, onde a mosca conseguiu, com muito esforço, subir e dali levantar voo para um lugar seguro."  

 

Até aqui já nos passa a mensagem de que devemos lutar pelo que queremos, persistir, nunca deitar a toalha ao chão antes do apito final...

Mas a história não se fica por aqui...

 

"Mais tarde essa mesma mosca, por descuido ou acidente, caiu novamente num copo. Como já havia aprendido em sua experiência anterior, começou a debater se, na esperança de que, no devido tempo, se salvaria. Já que no passado foi isso que aconteceu. Outra mosca, passando por ali e vendo a aflição da companheira de espécie, pousou na beira do copo e gritou:

- “Tem um canudo ali, nade até lá e suba pelo canudo”.

A mosca teimosa não lhe deu ouvidos, baseando-se na sua experiência anterior de sucesso, continuou a se debater e a se debater, até que, exausta afundou no copo cheio … de água. "

 

Moral: Deves ser persistente e lutador, e mesmo que saibas muito lembra-te sempre que existe quem saiba mais.  E por vezes as nossas experiências anteriores foram noutros tempos, noutro ambiente e com outros fatores. Por isso, devemos sempre ouvir quem se encontra fora da situação, com uma perspectiva diferente, mais concreta e longe de ser tendenciosa. Desta forma livramo-nos de algum dia ficarmos presos ao medo de errar, aos nossos costumes e gosto, não nos deixando evoluir.

 

Por isso, ouve quem te rodeia, sem nunca deixares de lutar pelo que queres!