Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

duasmulheresemeia

Caminhada

Tracei um caminho que deveria ser uma auto estrada e que agora não passa de um pequena estranha remendada, onde não existem atalhos, onde as encruzilhadas são mais que muitas e a inversão de marcha á proibida.

Tracei um caminho onde existe um aviso de perigo de derrocada, que agora está obstruído e que, a qualquer momento, uma cratera no seu centro se pode formar.

Tracei um caminho onde só se dirige num só sentido e não encontro forma de poder estacionar para, simplesmente, descansar.

Tracei um caminho que agora já não faz sentido e que parece que ficará inacabado.

Tracei um caminho por onde já não quero passar, um caminho que já não me dá vontade de percorrer, um caminho que parece demasiado perigoso e incerto para mim.

Tracei um caminho que já não reconheço que me pertença, um caminho que já não reconheço como meu.

Tracei um caminho que não quero mais percorrer, mas que já me fez andar muito.

Tracei um caminho com vários atalhos, várias curvas, vários perigos.

Tracei um caminho que já não me leva para casa mas já me levou a muitos locais.

Tracei um caminho e agora vou traçar outro e daqui a tempos traçarei muitos mais pois caminhos são feitos para percorrer, porque parados não avançamos.

Tracei um caminho e traçarei muitos mais porque se fosse para parar deixava de pensar em caminhos, deixava de traçar qualquer novo itinerário, porque se fosse para parar teria traçado apenas um único objetivo, nunca mais caminhar.

Porque, traçar caminhos e deixar de os percorrer não é como se não tivesse objetivos definidos mas sim ter diferentes objetivos à medida que vamos avançando.

Porque crescemos ao longo da caminhada e não queremos sempre o mesmo, nem caminhamos sempre para o mesmo lado, o importante é nunca parar de caminhar.

Traçar diversos caminhos é ter sempre objetivos a cumprir.

 

Cudgi :)

 

 

Bem-vindo à realidade atual...

(imagem retirada da Internet)

Fútil é a melhor definição e a melhor palavra para descrever a sociedade atualmente -sociedade fútil. Uma sociedade constituída por pessoas com valores e atitudes fúteis. Uma sociedade construida sobre princípios repugnáveis. 
Não me enquadro nesta sociedade. Não consigo reger pela futilidade. Não consigo colocar os meus interesses à frente de tudo e de todos. Existem limites! Deveria existir limites, mas esses a atual sociedade já os eliminou. 
Numa sociedade onde aparência é tudo, não se pode esperar nada. Ou melhor espera-se atitudes fúteis, egoístas e interesseiras, onde o "EU" está acima de tudo. Onde um "TU" ou "NÓS" não existe. 
 
 
Numa sociedade fútil é fácil sentirmos-nos sós entre a multidão. Eu sinto-me! 
 
 
Numa sociedade em que bens materiais e status é o objetivo de toda a gente. Amizade e amor são só degraus para o objetivo.
Ama-se quem convém. Namora-se com quem dá mais jeito. Conquista-se o dono do melhor carro e esquece-se do real valor do amor.
A amizade limita-se às redes sociais. Amigos de todo o mundo e ninguém do lado quando precisam.
O significado dos sentimentos mais belos estão alterados, tornaram valores ridiculamente estúpidos. Tornam os sentimentos banais e cargos como namorado e amigos em palavras inúteis ditas da boca para fora.
O Mundo está em mudança mas até que se perceba que o dinheiro não compra emoções, sentimentos a sociedade vai continuar a comprar estatutos , amigos, namorados,telemóveis ,carros e roupas em busca da real felicidade que nunca chegará pois essa é vivida off-line com os sentimentos a flor da pele junto daqueles que são verdadeiros e out-liers desta sociedade. 
 
 Nono <3

Liberdade da atualidade

Militares com cravos nas espingardas no dia 25 de  

Hoje é 25 de Abril, por nós conhecido como Dia da Liberdade ou Revolução dos cravos.

Para chegarmos onde estamos, muito se fez e muito mudou, a partir do grande feito de 25 de Abril de 1974. Até 25 de Abril de 1974 vivia-se a Ditadura, o medo estava instalado em todo os locais, em qualquer pessoa, a revolta era apenas interior e os pensamentos contraditórios à situação real, normalmente, eram apenas isso mesmo, pensamentos.

Temos alguns pontos diferentes, de antes e depois do 25 de Abril que podemos facilmente identificar:

  • Existia, antes do 25 de Abril, a guerra colonial, que obrigava todos os portugueses a combater e quem se recusa-se, a única solução era fugir. Atualmente, a guerra é com os governantes e leis deste país e, por vezes, também apetece fugir.
  • Não existia liberdade de expressão, nem de associação. Atualmente, falta um pouco de filtro em muitas expressões de opinião, em compensação associamo-nos a muita coisa que nem sabemos o que é.
  • Existiam presos políticos. Atualmente, existem muitos polítcos soltos que deveriam era estar presos.
  • Não existia o direito a eleger os governantes do país, as eleições era algo longuínquo. Atualmente, pedem quase por favor, para que não deixemos de votar.
  • Não existia um sistema de saúde, educação nem reformas. Atualmente, a saúde e a educação não são as melhores mas vão indo, as reformas é que já nos parece um caso um pouco mais complicado.
  • Existia tortura para quem desobedece-se às leis. Atualmente algumas leis, por si só, já nos torturam o suficiente.
  • Não se dizia mal dos governos nem seus responsáveis. Atualmente, diz-se mal dos responsáveis, dos governos, dos amigos e inimigos.

Para que existiu o 25 de Abril?

Para podermos fazer tudo isto. Para podermos escolher, se vamos ou não votar, se queremos ou não dar a nossa opinião (seja ela qual for), para falarmos bem ou mal dos governos, para podermos simplesmente ter o direito a pensar por nós, a conhecer mais, para termos direito a melhores condições, para podermos protestar e não nos acomodar-mos com o que nos dão. Para podermos simplesmente ser livres.

No entanto, acho que alguns desses valores se foram perdendo ao longo destes 43 anos. Estaremos a precisar de outra revolução? Com os mesmos principios, com a mesma calma, para melhores resultados do que os atuais (mas arranjaremos outra flor para a ocasião).

Muito obrigado a todos os que lutaram, a todos os que sairam às ruas, a todos os que participaram, direta ou indiretamente, nesta revolução, porque graças a essa luta, hoje festejamos a Liberdade. 

25_Abril_900.jpg

 

Cudgi <3

 

 

 

 

Um beijo não se pede... rouba-se! #DiaDoBeijo

 

12161120713422.jpg

"You are amazing"

Um beijo não se pede... rouba-se!

Hoje é dia do beijo, um gesto para muitos de amor e carinho, para outro banal e de cortesia. 

Por isso, aproveita o dia de hoje para demonstrares o amor e carinho.

 

Beija no meio de uma frase.

Beija no meio da rua.

Beija à chuva.

Beija com paixão. 

Beija com emoção. 

Beija! Beija! Beija! 


Beijinhos

Cudgi & Nono <3

Perguntas sem resposta

as-principais-duvidas-ar-condicionado.jpg

Tantas são as perguntas com que nos deparamos no dia-a-dia para as quais não temos respostas, não conseguimos alcançar a explicação.

Tantas são as questões que nos surgem diariamente que nos fazem questionar tudo, até a nossa própria existência.

Tantas são as perguntas que tentamos responder mas por mais que tentemos, por mais que nos esforcemos, por mais que queiramos, não existem respostas diretas (e por vezes, indiretas) para tais perguntas.

Perguntas que nos levam à exaustão de tanto pensar, que nos levam ao desespero por não as conseguirmos solucionar, perguntas que nos fazem questionar tudo e todos e, no final, a resposta nunca chega.

Podemos nunca conseguir responder a tal questão, podemos nunca encontrar a solução, podemos nunca vir a conhecer inteiramente tal interrogação.

Tais questionamentos incomodam, fazem-nos questionar ainda mais, fazem com que tornemos o nosso pensamento num grande ponto de interrogação.

Questões que nos assombram o dia, questões existenciais, questões amorosas, questões diárias, questões sem um porquê, questões que nos deixam frustrados, com raiva, que nos fazem pensar e nunca nos dão descanso.

Claro que existem perguntas sem resposta que, a longuíssimo prazo, conseguimos responder, que nos dão algum descanso (mesmo que seja ao fim de imenso tempo). Perguntas que nos deixaram com grande nível de frustração mas que algum tempo depois conseguimos responder, mesmo que de grandes dores de cabeça e imensos questionamentos já não nos conseguimos livrar (pelo menos já não morreremos sem saber).

Mas a minha real questão é,

Por que existem perguntas sem resposta?

sem nome.png

 (E é uma pergunta para a qual também não tenho, nem consigo encontrar resposta)

 

Alguém consegue responder-me, por favor?

 

Cudgi <3

 

 

Existem 2 tipos de pessoas...

... na hora de escolher!

Existem as pessoas que escolhem o gelado de morango, ou a bola de gelado do crepe de morango! E depois existem aquelas pessoas que escolhem o típico e usual Chocolate!

Eu cá sou do team Morango, mas por vezes sinto-me "um peixinho fora de àgua" pois todos os restantes escolhem chocolate!   (Não sabem o que perdem... eh eh eh)

 

E vocês pertencem a que team?

 

Nono <3

A falha!

Não existe perfeição! Todos somos seres humanos e como tal todos nós mais dia menos dia iremos falhar. O que é certo é que devemos aprender com os nossos erros. Com as nossas falhas! Afinal estamos aqui para aprender, nunca saberemos tudo, e aí está uma das grandes essências que aprecio na vida. A aprendizagem é constante e nunca será concluída!

 

Depois da falha, dos erros do passado só nos resta tirar a moral, aprender a lição e seguir para em frente. Agora sem medo de errar, pois já aprendemos que daquela forma não resulta, não dá!  Não podemos é deixar que o futuro seja estragado por problemas ou erros do passado!
Por isso, como diz a imagem abaixo que retirei da internet, "falhei, tá falhado, não se falha mais nisso", afinal existem tantos outros erros para cometer no futuro porque cometer sempre o mesmo?!

3538facc6bacd238dcf7c56119e88fde.jpg


Nono <3

 

 

 

 

Já o povo dizia... #2

 

Na continuação do post "Já dizia o povo..." seguem-se mais alguns dizeres...
 

humor-povo-protesto.jpg

 
“Se o trabalho dá saúde, que trabalhem os doentes.”
 
“Mal por mal, antes cadeia que hospital.” - Entre um e outro?! Mas a saúde é o mais importante.
 
“Duas palavras abrem qualquer porta: puxe e empurre” - A verdade é que eu acho que mesmo que diga empurre eu primeiro puxo! Mas está certo, a porta abre-se!
 
“Há males que vêm para pior.” Infelizmente é verdade!
 
“O trabalho é sagrado, não o toque.” - AH AH AH, isso era o que muita gente queria!
 
 
 

Maria Albertina como foste nessa...

 

... de chamar Vanessa à tua Menina!

205547170462436760rRSYA012c.jpg

Eu tenho uma particular mania de perguntar às futuras mães o nome do bebé. Gosto de saber a tendência de nomes... ou sou mesmo é cusca! XD

Hoje deparei-me com esta noticia do Jornal de Noticias onde são revelados alguns nomes exóticos que andam a ser registados no nosso país.

 

Existem nomes como Hillaty, Adele, Barack, Shakira, Ryhanna, Brooklyn, Zidane, Iker...  E depois existem nomes como Tesla, Excel, Pia, Arline, Umar,Justice, Summer, Penka, Liv, Leya, Xyla, Rosamar, Mariamar, Águeda, Afonsa, Sibila e Deusa...

O meu espanto continua quando leio que em 2015, 26 crianças foram registadas com o nome de Muhammad (em Portugal!)

 

Eu sei que o mundo está cada vez mais globalizado... mas nós temos nomes portugueses tão giros, ainda não me habituei a estes nomes exóticos... :/