Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

duasmulheresemeia

Mau feitio (não é meu, obrigam-me a tê-lo)

2013005.png

 

A realidade é que eu não sou, normalmente, uma pessoa muito bem humurada. Bem disposta e sorrindo para tudo e todos eu consigo ser, desde que isso não implique "abrir a boca", falar para alguém ou fazer algo que não estou disposta (o que normalmente é sempre, visto que adoro, o "não fazer nada e nada fazer"). Perante tudo isto, dá para compreender que não sou muito boa em dar boas respostas ou ser simpática muitas das vezes do meu dia.

Acho que é um bichinho que está em funcionamento grande parte do meu dia, mas, eu não tenho culpa, isto está no meu interior! Não é defeito, é feitio! (Muito mau, eu sei).

Eu sou o tipo de pessoa que dá respostas mesmo "À lá mamã", do género, quanod me perguntam "Queres ver isto, ou fazer aquilo?", a minha resposta, "Não." e "Por quê?", "Porque não. Simples assim. Não tem de existir uma razão. Não quero, ponto." É basicamente o que a minha mãe me respondia quando não me deixava fazer algo, e a razão era... Nenhuma! Ela não deixava e fim de conversa. (Talvez já esteja a treinar para criar os meus filhos, ou é só mesmo preguiça de arranjar uma justificação).

Mas também existem momentos em que estou bem-humorada, e penso, "Uau, hoje o dia vai ser ótimo, porque me sinto mesmo feliz e contente", mas NÃO!! Existe sempre algo ou alguém que faz acordar o bichinho que nesse dia (sendo ele tão preguiçoso como eu), nem se tinha dado ao trabalho de se pôr a pé, claro está que acordou mal disposto.

Como as pessoas que tiraram a carta de condução por correspondência, correspondência com estupidez! Porque não é possivel que tenham tido todas as aulas de código e condução, é muito erro junto. Ou aquelas pessoas que se esqueceram da educação aos pés da cama, acordam com pressa e esquecem o mais importante, a educação que é linda e se recomenda, e entram em qualquer local já a discutir com o próprio ar porque não os está a fazer respirar com perfeição. Claro que o meu mais profundo mau feitio quer sair da sua caixa e mandar estas pessoas para... a sua casa... Descansar e só sairem novamente quando contribuirem, em bom, para a sociedade (Na realidade apetece mesmo dar uma má resposta ou opinião, mas o meu bom senso não deixa. FELIZMENTE!)

Ou quando me fazem perguntas do género, "Então? Vieste sozinha? Não trouxeste o namorado?", "Trouxe, claro! Só que é o homem invisivel e as pessoas têm dificuldade em vê-lo", ou, "Claro que trouxe, mas é um super herói e agora teve de sair para salvar o mundo" (Salvar o mundo de pessoas com perguntas idiotas!!) (Se não está ali, é porque não o trouxe. Mas em que contribui isso para a sua felicidade?). E não esquecendo, "Já tens idade para ter um bom emprego e até para casar", fica aquela resposta na ponta da língua "E você já tem idade para ter juízo e não se meter na vida dos outros e não me ouve a opinar sobre isso, certo?" (Mas se me quiser arranjar um emprego, eu não me importo, o marido pode ficar com ele, se lhe fizer jeito).

Perante isto, depois de toda esta análise e introespeção à minha pessoa, acho que até nem tenho mau feitio, as pessoas é que me obrigam a tê-lo, porque eu até sou uma pessoa bastante calma e bem humurada.

QUANDO NÃO ME CHATEIAM! OU QUANDO ESTOU A DORMIR!

Cudgi <3

 

Booking.com

18 comentários

Fala-me...